Archive for setembro, 2012

Encantei-me

Prosa de madrugada
A insônia me fez feliz,
Você ria, eu me encantava
Como algo que sempre quis.

Não sei se foram os teus olhos,
Ou teu sorriso Encantador

Que me fizeram esquecer do passado,
Me fizeram esquecer minha dor.

Hoje vivo mais contente
Pois teu brilho me iluminou,
Plantou em mim uma semente
E o sentimento aumentou.

Ah, você ..
Tão simples e encantadora,
Consegue ser arrebatadora..
Mudou meu jeito de pensar,
De sentir, viver
Agir.

Pode o sol refletir em sua face
Pois mostrará sua beleza,
Pode a brisa mexer teu cabelo,
Podes ser minha riqueza ?

Prefiro parar de falar
Escrevo antes de pensar,
Os versos criam empolgação
Dão vontade de viver,
O que na essência não tem coesão
Só quero sempre ter você.

E assim ele se foi..

Deixando apenas um final de respostas confusas e incertas, um final sem respostas .. deixando apenas, um final.

é;

Agora.

Falar ou calar ?
Amar ou ser feliz ?

Ando sozinho de novo,
Caminho pelas ruas com meus cigarros e o fogo,
Hoje vejo, tudo o que eu falava sobre ela era verdade
E a cada erro perdoado, cada vez mais ela errava.

A vida deu-lhe um coice, 
Agora resta mentir pra si mesma
Não adianta fingir que tudo vai ficar melhor na sexta
Pois finais de semana simbolizam lembranças, que não irão se repetir
Não comigo, enquanto choras é minha vez de rir.

Beba mais um copo
Fume mais daquela erva
Estique uma carreira
Depois acenda um cigarro e finja que aquela é você,
Se matando aos poucos
Não desejando viver.

Agora sacia-te, ainda existem desejos ?
Beije outra boca, iluda outro alguém
Não é assim ?!
Então diga-me amém !

A vida vira de pernas pro ar, 
O tempo consome teus sentimentos
Aumentou o vazio no teu peito ?
Culpa tua.

Sempre soube
Sempre saberei,
Quem comete os erros é quem paga
E não fui eu que errei…

[…]