Meu mal

Vício voraz
Teu beijo
Que roubou minha paz,
Despertou desejo.

Lampejo, fogo
Labaredas queimam na escuridão – Uso o calor pra acender mais um cigarro.

Vinho, uísque…
Tanto faz.

O abismo é escuro e inexplorado,
O perigo é nato. Sedutor.

A aventura chama,
Só quero me perder.

Ardil. Fugaz.
O veneno nas entranhas
Pode sufocar.

A real liberdade
Está em ser selvagem.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: